passeio

O conceito de tempo, meses, dias, anos, horas, minutos, segundos, milésimos e todos os etc’s posteriores acabam embaralhando pensamentos que fogem de qualquer resultado real.

Os sonhos dos olhos fechados acabam se embaralhando com os pensamentos dos olhos mais que abertos, daquele que caminha, corre e se joga nos desafios do dia a dia, da história supostamente sem fim com um the end já escrito há muito tempo.

Sempre o fluxo incoerente de idéias que, apesar de toda a fantasia, alegria, melancolia, acaba tendo um que de verdade, realidade, notoriedade.

Confesso que as vezes existe a busca de soluções, caminhos, rumos.. não nego que a viagem no mundo da falta de sentido me enche os olhos e a cabeça de novas invenções que podem parecer bobagem para a grande maioria das pessoas, mas que aqui são apenas matéria prima.

Coisa boa, de primeira.... buscando forma, sentido, cor... aquela “emperiquitada” que dependerá do humor de cada dia, da criatividade que misteriosamente surge, da vontade que muitas vezes é derrotada pela preguiça.

Do eu, somente!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

On the road – Furnas/ Capitólio

On the road - Rock in Rio 2017

On the road - Bahia (Praia do Forte) - Parte 3