Acho...

Acho que me tornei uma pessoa previsível. Devo ser apenas mais uma daquelas que com um simples respiro consegue revelar que está com problemas ou esperando por eles, pois o contrário parece utopia.

Acho que deve ser mais fácil ser apenas mais um velho ingrediente da massa que ser a tal invenção. O novo toque final que dá gosto diferente ao caldo. A suposta surpresa no paladar que deixa o tal gosto de quero mais. Parece que não nasci para tal.

Acho que por mais que as coisas fluam sempre existirão os conflitos como em um bom roteiro de drama. Acho que a vida é um filme de vários gêneros, mas quero passar longe das Guerras e do Policial.

Acho que finalmente sei o que eu quero, mas no fundo não sei se posso querer. Talvez por medo de querer e não poder ter, como aquela criança humilde que cisma em namorar as bonecas caras nas vitrines. Como quem sonha um dia ir a Lua e na viagem acenar para a Terra que se distancia. Como aquele tal garoto que sempre quis sonhar, mas nunca sequer pode dormir.

Na verdade eu não acho nada...
... apenas sinto!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

On the road – Furnas/ Capitólio

On the road - Rock in Rio 2017

On the road - Bahia (Praia do Forte) - Parte 3