Voando

Sim, eu queria te contar uma nova história. Que fosse empolgante, que te deixasse hipnotizado, concentrado. Eu queria encontrar a história: num passado ou presente... mas não consigo. Talvez porque não consiga de fato enxergar o presente. Talvez porque, como sempre, deveria aproveitar meu dom de prever e escrever sobre o futuro, mas o medo das frustrações escondem as palavras e desmancham as frases. Enquanto isso fico sentindo este vazio, esta falta de histórias que deixam a vida pouco movimentada. A vida tem que ser um livro e por isso eu necessito de emoção e principalmente de ação! Onde você está? Voltei a procurar inspiração nos livros, mas até eles estão me parecendo pouco interessantes. Acredito que seja o estado de espírito... mas este "estado" tem sido constante... Que tal utilizar mais o "momentâneo"? Quero a inspiração dos meus textos instatâneos. Dos meus roteiros de minutos. Só queria pensar e concretizar tudo como uma máquina. Nem que seja apenas para a minha leveza. Assim durmo mais tranquila e as ideias nascem, crescem e voam por aí. Sem destino algum. Sem sentido algum. Como sempre!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

On the road – Furnas/ Capitólio

On the road - Rock in Rio 2017

On the road - Bahia (Praia do Forte) - Parte 3