Pular para o conteúdo principal

Fim da linha?

Sair da minha zona de conforto, da minha cama, meu quarto, meu lar, é algo necessário para encarar os desafios do dia a dia. Não nasci rica e por isso, assim como milhares de pessoas, levanto cedo todo dia, passo muitas horas no trabalho e sou recompensada no final do mês. Não estou aqui para reclamar, mesmo porque acredito que se eu não trabalhasse talvez a depressão teria feito maiores estragos na minha vida.


Hoje estava indo para Sampa, como é de costume. Na estação Tatuapé entrou uma mulher no meu vagão para pedir dinheiro. Disse que era viúva, tinha três filhos, sendo uma de dez meses, e que graças a um erro médico hoje em dia ela tem uma deficiência e não pode trabalhar. O velho discurso que não tinha comida em casa e usava panos como fralda para a filha. "Velho discurso" soa insensível... Já virou costume não se importar com os problemas dos outros, pois cada um tem o seu, não é mesmo? Nem sempre!



O que me chamou a atenção foi uma senhora que estava sentada na minha frente: muito humilde abriu a carteira e deu 5 reais para a pedinte... Sem parecer se  importar com aquele dinheiro que possivelmente lhe faria falta. A senhora, seguia a pedinte com os olhos e, revoltada, começou a falar para ninguém "ela deveria ter processado o médico... Onde já se viu?" Enquanto isso pegou alguns biscoitos recheados para ofertar a mulher, mas sem sucesso, pois devido ao problema de locomoção só passou por nós uma vez. Questionei a humilde senhora: será que adiantaria o processo? Será que ela iria conseguir alguma coisa neste país onde não existe justiça para os pobres?



"Acho que ela deveria ter escrito para o Gugu... Mesmo se ela não soubesse escrever... Deveria ter pedido pra alguém".



Foi ai que eu lembrei do poder da TV. Um poder que eu sempre soube e tive mais certeza na época da faculdade, em diversos estudos e aulas. Foi aí que eu lembrei da época que decidi abandonar por hora o audiovisual, pois eu achava que pedreiros construíam casas, médicos salvavam vidas e eu construía apenas mentiras... fantasias! Foi aí que eu percebi que meu trabalho e minha formação realmente fazem a diferença na vida de muitas pessoas... E por que não tanto na minha já que o faço tão bem? Hora de rever meus conceitos. O trem para, chego em meu destino, desço a escada rolante... viro a página.



Texto escrito dia 01/05/2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

On the Road - Chapada dos Veadeiros

Olá galera bonita e descolada, viajantes e simpatizantes! Hoje vou compartilhar alguns detalhes da minha viagem para a Chapada dos Veadeiros. Desta vez, eu resolvemos aproveitar o feriado de 9 de julho (que ocorre apenas no Estado de São Paulo), para curtir as cachoeiras da Chapada.

Almécegas I - Foto by Évelin Karen
Embarcamos em um voo sábado de manhã para Brasília e alugamos um carro para chegarmos no povoado de São Jorge, na cidade de Alto Paraíso de Goiás. Quanto ao caminho percorrido, não é tão complicado chegar na Chapada, mas confesso que me perdi na saída de Brasília graças a falta de sinalização (ou seria minha falta de atenção?). No geral o acesso é fácil, a estrada é um tapete e cheia de retas. Dica: cuidado com as dezenas de radares em Brasília. 
Chegando em São Jorge deixamos nossas coisas na pousada para começarmos o passeio. Nos hospedamos na pousada Luz do Sol que fica em frente ao armazém e farmácia do povoado. Ali próximos também ficam vários restaurantes, lanchonetes …

On the road - Bahia (Praia do Forte) - Parte 3

Quem acompanha meu blog sabe que já rolou um On the road Bahia Parte 1 e Parte 2, mas desta vez eu fui obrigada a voltar para a Praia do Forte. O motivo? Eu e mais 21 pessoas ganhamos a promoção Blogueiro de Resorts da Resorts Brasil. O prêmio? O meu foi um voucher com duas diárias no Resort Iberostar Bahia, mas os demais foram para outros 21 resorts espalhados pelo Brasil. Chato, não?
Praia do Forte - Foto by Évelin Karen
Chegamos na sexta à noite e ficamos encantadas com a estrutura do local: gigante! Banda ao vivo rolando no bar, espetáculo no teatro, balada depois das 23:00... Noite bastante agitada, mas tudo que queríamos era conhecer nossos aposentos e partir para o jantar.

Uma das laterais do Iberostar Bahia - Foto by Évelin Karen

Iberostar Bahia - Foto by Évelin Karen
Achei o quarto bastante espaçoso, camas confortáveis, curti a varandinha com varal para secar as roupas de banho, frigobar com várias bebidinhas. O único ponto negativo foi que o quarto estava com cheiro de mofo.

Noss…

On the road – Furnas/ Capitólio

O destino escolhido desta vez foi um dos que estão no Top 5 do momento: Capitólio! Então no post de hoje vamos ter muitas fotos de canyons, cachoeiras e águas cristalinas deste que também é conhecido como o famoso “mar de Minas”.
Pedreiras - Foto by Évelin Karen
Já começo o post com uma dica: vale a pena ficar hospedado em Passos. A cidade é maior, você encontra mais opções de hotéis, restaurantes e comércio, logo o preço final da sua viagem fica mais baixo. Nos hospedamos no Presidente Hotel situado no centro de Passos. Ótimas instalações, café da manhã delícia, a noite serviram caldo de cortesia para os hóspedes (pra quem curte vale a pena). Se escolherem se hospedar lá lembrem-se de um detalhe: peçam um quarto que não seja virado para a rua (porque o barulho de carros e pessoas na rua incomoda bastante).
Desta vez tive apenas um final de semana para aproveitar longe de casa. O jeito foi encarar a estrada sexta a noite, chegando em Passos quase as 2 da matina. Era o que tinha em oferta…