Virada Cultural 2015

Interrompemos nossa programação de férias para a postagem da Virada Cultural 2015!

Estação Júlio Prestes - Foto by Évelin Karen

Mais uma vez pude conferir, pelo menos um pouquinho, toda a vibe positiva solta pelo centro de São Paulo durante a tradicional Virada Cultural. A maioria dos shows que me interessavam aconteceram de madrugada (Otto, Lenine, Cachorro Grande) e por isso acabei não assistindo, mas sempre vale a pena levantar de manhã e passar o dia passeando entre um palco e outro, vendo o movimento, ouvindo novos sons e curtindo um domingo diferente. Sozinha, novamente!

Parque da Luz - Foto by Évelin Karen

Desta vez meu palco principal ficou na Júlio Prestes. Cheguei no final da manhã e pude assistir Nando Reis tocando vários hits num show super animado e... Cheio! Confesso: estou velha e sem paciência para multidões. Sai da muvuca, ouvi algumas músicas sentada sem ver o palco e decidi sair e andar sem rumo. 

Show Nando Reis - Foto by Évelin Karen

São nestas "andanças" que a gente sempre acha os grandes achados. Fui em direção a estação da luz para ver se achava food trucks. Acabei vendo o Parque da Luz e decidi entrar. Aquele típico lugar que a gente passa, não dá importância e nem tem noção do grande papel que ele tem na cidade cinza!

Parque da Luz - Foto by Évelin Karen

Um lugar cheio de verde e que normalmente não parece muito seguro, mas que estava cheio de gente animada, com várias tendas rolando festinhas de Djs nacionais e internacionais, ótima música e uma ótima surpresa: "Macumbia + Gas Gas" parecia um happy hour num hostel na América Latina: gente bonita e bemmmmm descolada super dançando, cheiro de incenso, uma vibe super alegre e aquele ritmo contagiante de cumbia que te faz mexer o corpo inteiro.

Macumbia + Gas Gas - Foto by Évelin Karen

Depois de suar bicas de tanto dançar resolvi comer. Parei no food trucky BuraCo. e comi um buraco quente de carne seca super delicia (para tudo ficar ainda mais lindo paguei com VR \o/). 

Buraco Quente de Carne Seca do BuraCo. - Foto by Évelin Karen

Enquanto eu comia escutava a primeira música do show do Emicida. Acho que não vi nem metade da apresentação. Depois de "hoje cedo" quis ir embora, mas ainda escutei dois sambinhas. Perdi a participação de Martinho da Vila e João Donato? Sim, mas mais uma vez pude curtir o rolê ao meu modo fazendo o que desse vontade.

Show do Emicida - Foto by Évelin Karen

Mais uma vez não fui assaltada, nem assediada, nem vi nada que me amedrontasse. Vi foi muita gente diferente: gente com cara de nobre, de suburbano, de hippie, de USP, UFABC, Mackenzie, Belas Artes. Amo a Virada, adoro ver as pessoas indo e vindo felizes pela cidade e espero comparecer ano que vem novamente, as always!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

On the road – Furnas/ Capitólio

On the road - Rock in Rio 2017

On the road - Bahia (Praia do Forte) - Parte 3